Cifra Club

O Rio Dos Homens Sem Sonhos

Dante Ramon Ledesma

Aún no tenemos el cifrado de esta canción.

Um disse que era do campo
Beira de mato ou de rio,
Tinha o seu sonho no asfalto
E o rancho quase vazio

O outro disse que tinha
Nas veias sonhos de mar
E que era o dono da estrada
No sonho do seu lugar

Um disse que era vencido
Tinha uma fome tardia
E já perdera na vila
O sonho da rebeldia

O outro disse que havia
na estrela d'Alva um luzeiro
E o sonho da liberdade
Pra quem chegasse primeiro

Quem perde a luz do seu sonho
Deixando a alma no escuro
Vivendo o avesso do espelho
De algum sonho sem futuro

O rio dos homens sem sonho
É rio de terra e de pó
Quem sonha o sonho sozinho
Constrói um mundo de um só

Um deles nada mais tinha
Nem a sombra do que era
Gastaram o sonho e a vida
Na longa fila da espera

O outro disse que um dia
Teve sonhos de guri
Mas que de tanto se sozinho
Plantou desertos em si

Um deles vinha de longe
Na busca antiga do pão
Deixando o sonho operário
Perdido de mão em mão

O outro viera antes
Correndo atrás da ilusão
De guardar sonhos na mala
Pra sonhar na solidão

Composición de José Fernando Gonzalez/Talo Pereira
Colaboración y revisión:
  • Roos Matheus

0 comentarios

Ver todos los comentarios
00:00 / 00:00
Outros vídeos desta música
Repetir Calidad Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK