Cifra Club

Num Falha Na Fala

PrimeiraMente

Aún no tenemos el cifrado de esta canción.

Olha eu de novo, nesse jogo,
Tentação e tentativa de virar o tabuleiro todo,
Se eu não me sujei com o lodo, foi uma demonstrativa
De que o mundo nem sempre
Me servirá o que eu esperava disso tudo
Ignorância faz se perde novo, se foder de novo
E se as coisas tão iguais é pra cê aprender de novo
Aprendi a não pedir socorro. Se a fita não é seria.
Não quero critério pra falar dos outros só penso escrevo e já era.

Pera um pouco, louco tô!
Madruga é fuga da minha mente
A fita é quente então sente.. Eu sou locutor
E rouco tô de gritar pra irritar os ocultos,
Então tô pra alertar e mostrar o que eles não mostrou
Monstro pra amedrontar e lutar contra os opressor
Então eu vo pra longe do cão
Memo pisando no chão
Oh, o tem uns tirando jão

Respeita a cultura. E não quem tá se aproveitando mano
Tamo trampando a mil por hora
Então chora agora aquele que gora
E aquele que tava desacreditando mano!
Na tentação cê tenta a sorte
Faz pra acreditar na vontade
Contrariando aqueles que acharam
Que essa porra era só vaidade

Era um teste na selva de pedra
Passei logo de fase que eu não gosto de fila
Destravando a escrita uma ripa na base
Com raiva nas frase, e o conceito não oscila (não oscila)
Então meus excessos, transformo em porta de acesso
Um terço dos que eu convivi confesso
Pensamento é estreito, esterço
Medir os tropeço sei que incomoda igual ter verruga

Mais se esconder atrás de um rap
Mal feito não vai te servir como porta de fuga
E é claro que o cérebro enruga
Se não exercita na prova ele falha
Percepção quando se precipita
E a decisão quando a vida chacoalha
Eu to pra vê, um daqui pedir toalha
E ela pra te seduzir vem mais doce que o mel da abelha
Quem fala demais se contradiz, e o movimento atrapalha
Rap anti puta e canalha, pra fazer o que me der na telha e diz

Eu sei que é foda meu chapa
Mas levanta cê tem que lutar, nem pensar em desistir
Passando veneno mas só você mesmo pra falar
Eu aprendi que pra aprende tem que saber escutar
Pelo visto eles quis te o mundo na palma da mão
Doce ilusão tentação é a vontade de querer a sensação
De pode inverter a situação
Ira perfura com o fura na mão
Quem é que tem a razão?
É o que? Se fudê! Me da qualquer
Coisa pra escrever que hoje eu preciso

E eles vão ri de você, se o revólver não resolver
É só um aviso
Rima infalível e assim eu sigo elevando
O meu nível, é óbvio é claro é compreensível
Peregrino perdido paraíso é o beat
No ouvido vindo do nada outro mundo
Puxa o puxa o pino da granada pra manda o mundo ir se fuder
O por que de te tanta maldade me pergunto na selva estreita
Ce nem vê o sol e tem dia que ele nem que aparecer
Eu vo encontra minha paz custe o que custar
Pra cá e pra lá pra faze mensagem chegar

Fuga das neurose uma base, uma frase
Outra dose, outro trago, outra tosse tomando
Posse da consciência que aponta o tamanho da responsa!
Faz favor vê se não desaponta
Comédia fuga das barata tonta
Conta quantos ficam ao redor quando o chicote estrala
Vê que graças a Deus nois não falha na fala
Rima barba cabelo e bigode vê se não fode e guarda suas pala
Vê que graças a Deus nois não falha na fala...
Rima barba cabelo e bigode vê se não fode e guarda suas pala

E eu viro pra um lado pro outro, mexo o pé pego
População desmobilizada acordada cedo
Rá, é medo
Desconforto mas mete o louco pois
Dependo disso, uns trocos, mercado, emprego
Convivendo com o medo, de não virar nada
Dependente de trampo e mudança, pra ter sonhos e as contas paga
Fui pro tudo, ou tudo, é tudo, ou tudo,
Ah! E esse mundo ainda me mata

É o clã da caneta pesada,
Mostrando pros rappers o rap! Desde as batalha as baladas..
Sem paciência com os mano que estuda e pensa que vive parada,
A renda baixa, escola sem aula, mãe desempregada
Cansado da vida, dos fatos, dos socos
Dos mcs sem métrica, ideia e levada, com o flow dos outros
Mas falar da vida alheia não da dinheiro,
Então vamos, que a quebrada ta tensa e os ta verme solto

E eu sai, pra procurar o que me fazia feliz,
Fui atrás, esqueci dessas porra tudo
Mas eu vi, uns comércios diferentes
Nessas esquinas, entre escola, trabalho, rotina.
Com preços caros, salários baixos,
Economia sem girar,
Aviões, cocaína, noites, bebidas, e de manhã
São sempre as mesmas histórias que ouvimos por aqui, mano
Eu sei que é foda meu chapa...
Mas levanta ce tem que lutar, nem pensar em desistir
Passando veneno mas só você memo pra falar...
Eu aprendi que pra aprender tem que saber escutar

Compositor no encontrado.
Colaboración y revisión:
  • Gabriel Reis

0 comentarios

Ver todos los comentarios
00:00 / 00:00
Otros videos de esta canción
Repetir Calidad Automático
Otros videos de esta canción
00:00 / 00:00
Automático
OK