Cifra Club

No Lombo do Cavalo

Ênio Medeiros

Ainda não temos a cifra desta música.

Noventa anos de idade só no lombo do cavalo
Dom ulisses, um centauro talhado pelo rigor
Plantando paz e amor pelos galpões da fronteira
Reboleando boleadeiras na sua querência flor

Nunca encontrou cansaço para servir um amigo
Nunca fugiu do perigo, marcação ou touro brabo
De Deus, trouxe o encargo: Levar boi pra o saladeiro
Assa o chibo no braseiro ao sabor do mate amargo

Não te mixa, meu caudilho, gaúcho da alma grande
Só quem conhece respeita estes cernes do rio grande
Não te mixa, meu caudilho, pra ti, eu canto mais alto
Que, hoje, vive rinconado nos pagos do plano alto

Pra curar um touro abichado, só leva a mão no chapéu
Invoca forças do céu e o tourito está curado
Um gaúcho respeitado, lá da costa da Argentina
Que trouxe o basto por sina no lombo de um tostado

O rio grande se orgulha de tudo o que você faz
Meu querido capataz, meu pai, me orgulho de ti
Meu amigo, meu guri, parceiro das confidências
És a verdadeira essência de tudo o que eu aprendi

Não te mixa, meu caudilho, gaúcho da alma grande
Só quem conhece respeita estes cernes do rio grande
Não te mixa, meu caudilho, pra ti, eu canto mais alto
Que, hoje, vive rinconado nos pagos do plano alto

Não te mixa, meu caudilho, gaúcho da alma grande
Só quem conhece respeita estes cernes do rio grande
Não te mixa, meu caudilho, pra ti, eu canto mais alto
Que, hoje, vive rinconado nos pagos do plano alto

Colaboración y revision:
  • Música Gaúcha

0 comentarios

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK