Cifra Club

Aprenda

Mato a cobra e mostro o pau

Vitor Hugo & Daniel

Ainda não temos a cifra desta música.

Mato a cobra e mostro o pau

Tem um jeito diferente
Maluco muito animal
Eu sou do tipo do homem
Mato a cobra e mostro o pau
Nada no mundo me assusta
Eu não ligo pro perigo
Não dou sopa pro azar
Mais topo qualquer desafio

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Não sou de contar vantagem
Não jogo conversa fora
Comigo ou vai ou racha
Eu sou pau pra toda obra
Não deixo passar batido
Se a mulherada me da bola
Se marcou eu dou em cima
Se der mole eu levo embora


Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Sou amigo dos amigos
Não brigo se estou errado
Quem respeita,quer respeito
E merece ser respeitado
Mais se estou no meu direito
Eu não sei ficar calado
vai chover chuva de bala
pra quem pisar no meu calo

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Sou pequeno no tamanho
Mais mostro a capacidade
No repique da viola
Emociono de verdade
Não precisa ser um gênio
Pra mostrar suas qualidades
Onde estou mostro talento
Pra quando for deixar saudades

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Eu sou assim
A natureza é quem quis
Faço o que me dá na telha
Sou dono do meu nariz

Compositor Genildo
Colaboración y revision:
  • Vitor Valente

0 comentarios

Mostrar mais comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK