Cifra Club

Nas Ferrarias

Ênio Medeiros

Ainda não temos a cifra desta música.

Ao raiar de um novo dia, uma bigorna a tilintar
Faz o bicharedo acordar anunciando a alvorada
Sai, do fole, o vento norte, das brasas, saltam centelhas
Iluminando o rosto forte, tal qual semente de estrelas
Iluminando o rosto forte, tal qual semente de estrelas

Descansa o ferro no braseiro, a cor do Sol brota da cinza
Na mão firme do ferreiro, o martelo espera a ranzinza
Descansa o ferro no braseiro, a cor do Sol brota da cinza
Na mão firme do ferreiro, o martelo espera a ranzinza
Descansa o ferro no braseiro, a cor do Sol brota da cinza
Na mão firme do ferreiro, o martelo espera a ranzinza

Nas batidas compassadas, faz ferradura do aço
Que, nos cascos do picaço, vem pontilhar as estradas
De pé na ponta do arado e algum facão aragano
Prepara a marca pro gado não se criar orelhano
Prepara a marca pro gado não se criar orelhano

Olha pro céu com alegria, a noite já escureceu
Talvez, foi uma ferraria, que a estrela d'alva nasceu
Olha pro céu com alegria, a noite já escureceu
Talvez, foi uma ferraria, que a estrela d'alva nasceu
Olha pro céu com alegria, a noite já escureceu
Talvez, foi uma ferraria, que a estrela d'alva nasceu

Colaboración y revision:
  • Música Gaúcha

0 comentarios

Ver todos os comentários
00:00 / 00:00
outros vídeos desta música
repetir qualidade Automático
Outros vídeos desta música
00:00 / 00:00
Automático
OK